Autor: Presbíteros

Roteiro Homilético – Nascimento de São João Batista – Ano B

RITOS INICIAIS   Jo 1, 6-7; Lc 1, 17 ANTÍFONA DE ENTRADA: Apareceu um homem enviado por Deus, que tinha o nome de João. Ele veio para dar testemunho da luz e preparar o povo para a vinda do Senhor.   Diz-se o Glória.   Introdução ao espírito da Celebração A Igreja celebra com muita alegria o nascimento de S. João Baptista. Continua a ser para os homens de hoje um grande modelo: de fidelidade ao Senhor, de humildade, de valentia, de sobriedade. Vamos aprender com ele a amar a Jesus vivo aqui no meio de nós e que ele apresentou ao mundo.   Examinemo-nos dos nossos pecados, para pedirmos perdão ao Senhor.   ORAÇÃO COLECTA: Senhor, que enviastes São João Baptista a preparar o vosso povo para a vinda do Messias, concedei à vossa família o dom da alegria espiritual e guiai o coração dos fiéis no caminho da salvação e da paz. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.   LITURGIA DA PALAVRA   Primeira Leitura   Monição: Deus chamou João Baptista desde o seio materno, para reconduzir a Ele o povo de Israel.   Isaías 49, 1-6 1Terras de Além-Mar, escutai-me povos de longe, prestai atenção. O Senhor chamou-me desde o ventre materno, disse o meu nome desde o seio de minha mãe. 2Fez da minha boca uma espada afiada, abrigou-me à sombra da sua...

Read More

Homilia do Pe. André Luís Buchmann – Nascimento de São João Batista – Ano B

Por que estamos neste mundo?   “E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando: ‘O que virá a ser este menino?’ De fato, a mão do Senhor estava com ele” (Lc 1,66).   Idéias principais: Todo homem tem uma missão. Deus sabe o que quer de nós. Temos de nos colocar nas mãos de Deus.   I. Todo homem tem uma missão. “O que virá a ser este menino?” Quantas vezes já nos perguntamos a nós mesmos: o que será de mim? Qual a minha missão neste mundo? Outras vezes queremos saber o que as pessoas pensam a respeito da nossa finalidade nesta terra. O que será de nós? “E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando: ‘O que virá a ser este menino?’ De fato, a mão do Senhor estava com ele”. “Nós, cristãos, chamamos vocação a esta profunda convicção de que nossas vidas têm um propósito, um objetivo, uma missão; de que fomos chamados a desempenhar um papel insubstituível neste mundo e somos objeto único do amor de Deus, tanto nesta vida como na outra. Nós, cristãos, sabemos que temos importância para Deus individualmente, que não somos uma alma mais entre bilhões e bilhões delas, criadas e lançadas aos quatro ventos por um Deus distraído e ausente; que todas elas lhe interessam uma a uma; que nos ama com um amor intenso, pessoal…, quase diríamos...

Read More

Homilia do Mons. José Maria – Nascimento de São João Batista – Ano B

São João Batista A Igreja celebra o nascimento de São João Batista como um acontecimento sagrado. Santo Agostinho diz: “Dentre os nossos antepassados, não há nenhum cujo nascimento seja celebrado solenemente. Celebramos o de João, celebramos também o de Cristo”.  Com exceção à Virgem Maria, o Batista é o único santo do qual se celebra tanto o nascimento, a 24 de junho, como a morte ocorrida através do martírio. Celebra o seu nascimento porque está estreitamente ligado ao Mistério da Encarnação do Filho de Deus. Desde o ventre materno, de fato, João é o precursor de Jesus: sua prodigiosa concepção foi anunciada pelo Anjo a Maria, como sinal que ”nada é impossível a Deus” ( Lc 1, 37 ), seis meses antes do grande milagre que nos dá salvação, a união de Deus com o homem por obra do Espírito Santo. Diz a Palavra de Deus: “Houve um homem enviado por Deus: o seu nome era João. Veio para dar testemunho da luz e preparar para o Senhor um povo bem disposto a recebê-lo” (cf. Jo 1,6s; Lc 1,17). O Prefácio da Missa apresenta João como o maior entre os nascidos de mulher, o único dos profetas que mostrou o Cordeiro Redentor; o Batista que batizou o autor do Batismo e o mártir que deu o verdadeiro testemunho de Cristo. Diante de João Batista encontramo-nos com um homem coerente!...

Read More

Homilia do Pe. Françoá Costa – Nascimento de São João Batista – Ano B

Valor das dificuldades Se fosse montada uma loja de dificuldades, creio que ninguém se aproximaria para comprar alguma dificuldade, talvez as pessoas se aproximassem tão somente para ver a curiosa existência de uma loja de dificuldades. A publicidade poderia até ser muito boa, mas mesmo assim “comprar uma dificuldade” não seria muito atraente. Mas será que as dificuldades, tentações, provações têm algum valor? Essa pergunta é importante, pois se não compreendermos o valor das dificuldades viveremos um cristianismo adocicado. No cristianismo as dificuldades têm valor já que a cruz tem valor. O Senhor nos salvou por suas dificuldades, por sua cruz. É muito importante também entender o valor das dificuldades para que não tenhamos “mentalidade de estojo”: bem práticos. Uns servem para guardar canetas, lápis, borrachas, apontadores; outros, para guardar os CDs; as moças têm estojo para guardar a maquiagem; certos profissionais têm um para guardar as ferramentas. A vida, no entanto, não é como um estojo. Caso fosse, tudo se encaixaria perfeitamente: “quero fazer um curso de informática, curiosamente nestes dias apareceu uma equipe na minha escola oferecendo um gratuitamente”, “queria viajar para a Europa; por esses dias apareceu um sorteio na minha quadra e, curiosamente, fui sorteado”, “gostaria de almoçar fora hoje e, ainda que faz tempo que ninguém me convida, exatamente hoje três pessoas me chamaram e me deram a possibilidade de escolher o restaurante”. “Infelizmente”,...

Read More

Comentário Exegético – Nascimento de São João Batista – Ano B

EPÍSTOLA (At 13 e 22-25) (Pe. Ignácio, dos padres escolápios) INTRODUÇÃO: A perícope de hoje é parte do discurso de Paulo na sinagoga de Antioquia da Pisídia. Feitas as leituras da Lei e dos profetas, seguindo a invitação do chefe da sinagoga, Paulo pede a palavra e pronuncia um discurso, que sem dúvida é o paradigma com o qual ele se dirigia aos judeus da diáspora. Dentro do discurso, a figura do Batista, conhecida no mundo israelita, é chave para entender a missão de Jesus a quem seu arauto proclamava ser o Messias.        DAVI COMO MODELO DE SERVO DE DEUS: Suscitou-lhes o Davi como rei, do qual também disse testemunhando: Encontrei Davi, o de Isaías, homem segundo meu coração, que fará todas as minhas vontades (22). Suscitavit illis David regem cui et testimonium perhibens dixit inveni David filium Iesse virum secundum cor meum qui faciet omnes voluntates meas. A palavra da Escritura, como profecia ou palavra de Jahveh, era a base da argumentação dos doutores da Lei. E Paulo usa essa palavra neste seu discurso para acreditar o título de Messias de Jesus. Implicitamente cita 1 Sam 13, 14 no início do versículo que não é lido como epístola no dia de hoje: tendo removido Saul. Assim o declara o texto de Samuel: Agora não subsistirá o teu reino; já tem buscado o SENHOR para si um homem...

Read More

Homilia de D. Henrique Soares da Costa – Nascimento de São João Batista – Ano B

Is 49,1-6 Sl 138 At 13,22-26 Lc 1,57-66.80 Além da Virgem Maria Mãe de Deus, Nossa Senhora, de nenhum outro santo a Igreja celebra o nascimento, a não ser São João, chamado Batista, Batizador. Dele, Jesus fez o maior elogio jamais feito pelo Salvador a alguém:“Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não surgiu nenhum maior que João, o Batista” (Mt 11,11). Por isso, caríssimos, a hodierna solenidade! Que lições, que meditações, que exemplos poderíamos colher nesta Festa, tendo escutado a Palavra que nos foi anunciada? Sugiro-vos três, que alimentem o coração, afervorem o desejo de colocar-se ao serviço do Senhor e nos conduzam à herança eterna. Primeiro. A primeira leitura da Liturgia nos fez escutar a profecia de Isaías, colocando as palavras do profeta na boca de João Batista: “O Senhor chamou-me antes de eu nascer, desde o ventre de minha mãe ele tinha na mente o meu nome… fez de mim uma flecha aguçada e disse-me ‘Tu és meu servo, em quem serei glorificado’” E o salmo de meditação fez eco a tão bela idéia: “Senhor, vós me sondais e conheceis. Fostes vós que me formastes as entranhas/ e no seio de minha mãe vós me tecestes./ Até o mais íntimo me conheceis;/ nenhuma sequer de minhas fibras ignoráveis,/ quando eu era modelado ocultamente,/ era formado nas entranhas subterrâneas!” O que aparece aqui, caríssimos...

Read More

Preces – Nascimento de São João Batista – Ano B

Sacerdote: Celebrando o Nascimento do Precursor de Cristo e nos encomendando à sua intercessão, apresentemos à Trindade Santíssima as nossas preces: Todos: Ouvi-nos, Senhor! 1. “Eu te farei luz das nações” (Is 49, 6). Vós, que por meio da Igreja, iluminais com a luz de Cristo todos os homens, concedei ao vosso povo a paz e a unidade. Rezemos ao Senhor. 2. “No seio de minha mãe vós me tecestes” (Sl 138, 13). Vós, que alegrastes Isabel e Zacarias pela concepção de João Batista, não permiti que as mães e pais de hoje desejem e provoquem a morte de seus filhos. Rezemos ao Senhor. 3. “Nem mereço desamarrar as sandálias” (At 13, 25). Vós, que de criaturas e servos nos elevastes à condição de filhos e amigos, fazei-nos perseverar em vosso amor. Rezemos ao Senhor. 4. “E alegraram-se com ela” (Lc 1, 57). Fazei-nos reconhecer a alegria de nossos irmãos como nossa alegria, para que nem a inveja, nem qualquer pecado encontre abrigo em nosso coração. Rezemos ao Senhor. 5. “O meu Deus dará a recompensa” (Is 49, 4). Recompensai com a bem-aventurança celeste os nossos irmãos e irmãs que creram em vós. Rezemos ao Senhor. Sacerdote: Ó Deus, que foste glorificado pelo nascimento de São João e que por sua pregação preparastes o caminho de vosso Filho, escutai a nossa oração e fazei-nos acolher sempre a vossa Palavra....

Read More

Roteiro Homilético – XI Domingo do Tempo Comum – Ano B

RITOS INICIAIS   Sl 26, 7.9 ANTÍFONA DE ENTRADA: Ouvi, Senhor, a voz da minha súplica. Vós sois o meu refúgio: não me abandoneis, meu Deus, meu Salvador.   Introdução ao espírito da Celebração   Estamos em tempo de crise. Todos apelam a que não se cruzem os braços. O Reino de Deus também viverá em crise? O Profeta Ezequiel, 17, 22-24 diz-nos: «Do cimo do grande cedro, dos seus ramos mais altos, o Senhor Deus vai colher um ramo novo, vai plantá-lo num monte muito alto. Abato a árvore elevada e elevo a árvore abatida, faço que seque a árvore verde e reverdesça a árvore seca. Eu, o Senhor, o afirmei e o hei-de realizar.» Tudo depende do Senhor mas Ele espera a nossa colaboração. São Paulo (2.º Coríntios, 5, 6-10) recorda-nos que seremos julgados por Deus após esta vida. Mais uma vez somos alertados para o dever de trabalhar no Reino de Deus. Em São Marcos, 4, 26-34 o Reino de Deus é comparado à semente que é lançada à terra. Também nós faremos tudo para que a semente produza cem por um?   ORAÇÃO COLECTA: Deus misericordioso, fortaleza dos que esperam em Vós, atendei propício as nossas súplicas; e, como sem Vós nada pode a fraqueza humana, concedei-nos sempre o auxílio da vossa graça, para que as nossas vontades e acções Vos sejam agradáveis no cumprimento fiel dos vossos...

Read More

Caso tenha gostado do conteúdo e queria contribuir para a manutenção de nosso sítio, clique aqui.

Conheça também mais sobre a Associação Presbíteros acessando nosso boletim.