Sacerdote: Se renunciar a nós mesmos e tomar a nossa cruz no seguimento de Nosso Senhor não é algo impossível, também não é algo que consigamos somente com nossas forças. Por isso, invoquemos o Senhor e peçamos sua graça para segui-lo onde quer que ele vá:

Todos:  Dai-nos, Senhor, a vossa graça!

1. “Para mim fostes sempre um socorro” (Sl 62). Senhor, que nunca abandonais a vossa Igreja e a socorreis em todas as adversidades, fortificai com vosso auxílio o Santo Padre e todo o Clero. Rezemos ao Senhor.

2. “Venho, assim, contemplar-vos no templo”. Concedei-nos, Senhor, redescobrir a alegria de ver vossa Face Eucarística especialmente na Santa Missa, e que nunca nos acostumemos a ver-vos em vosso Templo. Rezemos ao Senhor.

3. “Eu vos exorto, irmãos, a vos oferecerdes em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus” (Rm 12, 1). Aceitai, Senhor, junto com a oblação que vosso Filho vos oferece de Si mesmo, o nosso corpo, a nossa alma, os nossos amores e nosso trabalho: tudo que temos e somos vos queremos dar. Rezemos ao Senhor.

4. “Não quero mais lembrar-me disso nem falar em nome dele” (Jr 20, 9). Perdoai-nos pelas vezes que quisemos vos abandonar, ou mesmo vos tenhamos abandonado; e seduzi-nos hoje um pouco mais, para que estejamos consumidos de amor por vós. Rezemos ao Senhor.

5. “Cantará a alegria em meus lábios ao cantar para vós meu louvor” (Sl 62). Admiti entre os que cantam vossos louvores nos céus, os nossos irmãos, parentes, amigos e benfeitores falecidos. Rezemos ao Senhor.

Sacerdote: Deus, todo-poderoso e cheio de misericórdia, que nos concedestes a grande alegria de podermos continuamente nos dirigirmos a vós, e que nos acompanhais com amor a cada instante de nossa existência, escutai as preces daqueles que em vosso Filho se tornaram vossos filhos. Por Cristo, nosso Senhor.