Irmãos e irmãs, a Igreja no mundo inteiro se alegra nesse dia, por que a luz da ressurreição do Senhor incide de modo especial sobre o Santo Padre João Paulo II, elevado às honras dos altares como Bem-aventurado. Conduzidos pelos ensinamentos desse grande Pontífice, elevemos ao Pai das misericórdias as nossas preces:

Redentor do Homem, escutai as nossas preces!

1. “Ó Cristo! Fazei com que eu possa tornar-me e ser sempre servidor do Vosso único poder! Servidor do Vosso suave poder! Servidor do vosso poder que não conhece ocaso!” (22 de outubro de 1978).  Oremos pelo nosso Santo Padre, o Papa Bento, servidor do suave poder de Cristo, para que sempre repleto do Espírito de Deus, conduza a Igreja através das águas revoltas de nosso tempo. Rezemos ao Senhor.

2. “Que todos os Religiosos e as Religiosas saibam oferecer-se juntamente com Cristo, como uma chama que se consome no amor! Que vivam d’Ele e para Ele, na Igreja e para a Igreja!” (02 de fevereiro de 1981). Confiamo-vos, Senhor, todos os Bispos, presbíteros, diáconos e religiosos, e também aqueles que se preparam para consagrar-se, para que encontrem a sua vida escondida em vossa Vida. Rezemos ao Senhor.

3. “A tua proteção nos liberte do pessimismo, fazendo-nos entrever no meio das sombras do nosso tempo os vestígios luminosos da presença do Senhor.” (11 de fevereiro de 1998). Que o auxílio da Virgem Maria acompanhe sempre os discípulos de vosso Filho, para que sejam semeadores de paz e alegria por todos os caminhos da terra. Rezemos ao Senhor.

4. “No Senhor Jesus e no seu Espírito, toda a existência cristã se torna “sacrifício vivo, santo e agradável a Deus”, autêntico “culto espiritual”” (Spiritus et Sponsa. 04 de dezembro de 2003). Por nossa Santa Assembléia, reunida em nome de Cristo, para que saiba oferecer-se a Deus como sacrifício de louvor. Rezemos ao Senhor.

5. “Aceitando já agora esta morte, espero que Cristo me conceda a graça para a última passagem, isto é a minha Páscoa.” (Testamento). Para que nossos irmãos defuntos sejam recebidos por vós na eternidade, e vos louvem  junto com os vossos Santos. Rezemos ao Senhor.

Ó Deus, rico de misericórdia, que escolhestes o beato João Paulo II para governar a Vossa Igreja como papa, concedei-nos que, instruídos pelos seus ensinamentos, possamos abrir confiadamente os nossos corações à graça salvífica de Cristo, único Redentor do homem.

Ele que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos.