Irmãos e irmãs, tendo sido instruídos pela Palavra de Deus e professado a nossa fé católica, elevemos agora a Deus onipotente as nossas preces:


Ouvi-nos, Senhor, pois em vós nós esperamos!


  1. “Bendito o homem que confia no Senhor, e que põe no Senhor a sua esperança” (Jr 6,7) Pelo Sucessor de Pedro e por todos os Pastores da Igreja, para que tendo colocado sua esperança no Senhor, sejam por Ele guardados e fortalecidos no Seu Santo serviço. Roguemos ao Senhor.


  1. “Bendito o homem que não segue os conselhos dos ímpios” (Sl1,1). Por cada um de nós, fiéis cristãos, que nas nossas ocupações diárias, sobretudo na família e no trabalho, vivamos com alegria a nossa filiação divina, iluminando as sombras da morte com a Luz de Cristo. Roguemos ao Senhor.


  1. “Felizes de vós, os pobres, porque é vosso o Reino de Deus”(Lc 6, 20) Por todas as famílias, especialmente aquelas numerosas, cujos pais e mães com esforço criam um lar alegre, capaz de ensinar aos filhos a alegria de amar, servir e trabalhar, para que recordem o verdadeiro valor das coisas e se abram generosamente ao chamado divino que receberam. Roguemos ao Senhor.


  1. “Felizes de vós, os que chorais agora, porque havereis de rir” (Lc 6, 21). Para que todos aqueles que passam por tribulações, especialmente aquelas vindas por causa do Evangelho, saibam que encontrar a Cruz é encontrar-se certamente com o Senhor que nunca nos abandona e que se compadece de nós. Roguemos ao Senhor.


  1. “Se é só para esta vida que temos posta em Cristo a nossa esperança, somos os mais dignos de compaixão de todos os homens” (1 Cor 15,19) Pelos que morreram na esperança da ressurreição, para que encontrem no Senhor o descanso eterno, e a luz perpétua. Roguemos ao Senhor.


Pai clementíssimo, que por vosso Filho nos ensinais o caminho da bem-aventurança perfeita, escutai as preces da vossa Igreja em oração e concedei-nos o que vos pedimos confiantes em vosso amor. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.