Sacerdote: Irmãos e irmãs, Nosso Senhor convida-nos à conversão, a oração e à penitência como remédios contra a morte eterna para qual o pecado conduz. Elevemos, portanto a Ele a nossa oração comum:

T.: Por vossa bondade, salvai-nos, Senhor!

“E Deus disse: (…) ‘Tira as sandálias dos pés, porque o lugar onde estás é uma terra santa’” (Ex 3, 5). Para que a santidade da Igreja seja refletida em todos os seus filhos. Roguemos ao Senhor.

“Pois Ele te perdoa toda culpa” (Sl 102, 3). Para que o Senhor nos conceda a graça de humildemente reconhecer nossas culpas e buscar o Seu perdão freqüentemente pelo Sacramento da Confissão. Roguemos ao Senhor.

“Portanto, quem julgar estar de pé, tome cuidado para não cair” (1Cor 10, 12). Para que o Senhor dê ao nosso coração a fortaleza para nos mantermos de pé e a verdadeira misericórdia para com os que caíram, para os reerguermos com nossa caridade fraterna. Roguemos ao Senhor.

“O Senhor viu que Moisés se aproximava (…) e chamou-o (…) dizendo: ‘Moisés! Moisés!’ Ele respondeu: ‘Aqui estou!’”(Ex 3, 4) Para que os que foram chamados por Deus ao Sacerdócio, respondam com prontidão e generosidade ao convite do Senhor. Roguemos ao Senhor.

“Da sepultura Ele salva a tua vida” (Sl 102,4). Para que o Senhor livre da morte eterna a nós e aos nossos irmãos falecidos. Roguemos ao Senhor.

Sacerdote: Ó Deus de bondade, ouvi as preces do vosso povo, para que a mortificação da Quaresma produza em nós os frutos que desejais. Vós que viveis e reinais para sempre.

T.: Amém