Irmãos e irmãs, neste Sacrifício oferecido em honra da Santíssima Trindade, pela intercessão da Virgem Maria e de todos os anjos e santos, ofereçamos ao Pai, pelo Filho, no Espírito Santo as preces de nossa Igreja e aclamemos:

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo!

  1. “No templo santo onde refulge a vossa glória” (Dn 3, 53). Nós vos agradecemos pela Sagrada Liturgia que destes a nós através da vossa Igreja. Fazei-nos compreendê-la como refulgir da vossa majestade, para a glória do vosso nome, nosso bem e de toda santa Igreja. Aclamemos:
  1. “Moisés levantou-se quando ainda era noite” (Ex 34, 4). Concedei que mesmo atravessando a noite da provação, não nos cansemos de vos buscar. E não escondais de nós a vossa face. Aclamemos:
  1. “E superior aos querubins vos assentais” (Dn 3, 55). Vós que criastes os anjos para a vossa glória e auxílio dos homens, concedei-nos crescer em amor aos nossos anjos da guarda e estarmos dispostos a seguir as suas inspirações. Aclamemos:
  1. “Quem não crê já está condenado” (Jo 3, 18). Fazei-nos compreender o valor de uma única alma, para que como discípulos e missionários vossos, consumamos nossas forças no anúncio de vosso nome a todas as criaturas. Aclamemos:
  1. “Para que não morra todo o que nele crer” (Jo 13, 16). Livrai da morte eterna aqueles que nessa vida creram verdadeiramente em vós. Aclamemos:

 

Sacerdote: Deus eterno e todo-poderoso, que com a luz da verdadeira fé concedestes a vossos servos glorificar a Trindade eterna, e adorar a Unidade no poder de vossa majestade: fazei, vos suplicamos, que pela firmeza desta mesma fé, sejamos sempre defendidos de toda a adversidade. Por Cristo, nosso Senhor.

Amém.