Sacerdote: Irmãos e irmãs, elevemos a Cristo Senhor, que julgará os vivos e os mortos, a nossa súplica em favor de nossos irmãos defuntos:
Todos: Dai-lhes, Senhor, o repouso eterno!

  1. Dia de ira, aquele dia, que em tudo em cinzas se fará: di-lo Davi e a profecia. E que terror reinará, quando o juiz aparecer a julgar-nos com terror. Lembrai-vos de nós, Senhor.
  2. O forte som da trombeta entre os túmulos dos mortos junto ao trono os levará. Todo o mundo há de pasmar, quando a criatura ressurgir para responder ao Juiz. Lembrai-vos de nós, Senhor.
  3. Um livro será trazido, no qual tudo está contido para o mundo ser julgado. Quando o Juiz se sentar, tudo será revelado, nada será deixado impune. Lembrai-vos de nós, Senhor.
  4. Que poderei dizer, eu pecador? A que patrono rogarei, se nem o homem justo está seguro? Rei soberano em majestade, que por graça nos salvais, salvai-me, fonte de piedade! Lembrai-vos de nós, Senhor.
  5. Recordai, piedoso Jesus, que por minha causa descestes dos céus, não me percais naquele dia.  Cansastes-vos ao procurar-me, com vosso sofrimento me redimistes, não seja em vão tanto labor. Lembrai-vos de nós, Senhor.
  6. Juiz justo do castigo, dai-me o dom da remissão, antes do dia do juízo. Gemo e choro como réu, o meu rosto cora de vergonha, perdoai-me, ó Deus. Lembrai-vos de nós, Senhor.
  7. Já que absolvestes Madalena e escutastes o pedido do bom ladrão, eu me encho de esperança. Mesmo que não mereça ser ouvido, sei que sois bom e misericordioso: livrai-me, Senhor, do fogo eterno. Lembrai-vos de nós, Senhor.
  8. Colocai-me junto com as ovelhas, separai-me dos cabritos, ponde-me à vossa destra. Se os malditos, confundidos, serão lançados ao fogo destruidor, que me chameis a estar com os vossos benditos. Lembrai-vos de nós, Senhor.
  9. O meu coração está reduzido a cinzas, por isso rogo-vos, Senhor, suplicante e humilde, que não me abandoneis no meu fim. Será um dia de lágrimas aquele dia, em que do pó do qual foi feito, o homem se erguerá para ser julgado. Nesse dia, lembrai-vos de nós, Senhor.

Sacerdote: Perdoai ó Deus, piedoso Jesus, os nossos irmãos defuntos e dai-lhes o repouso que para eles preparastes nas moradas eternas. Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo. Amém